quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Vinte e poucos anos

Dia 12 desse mês fiz 24 anos e, coincidentemente, esse é o 24° post que escrevo em 2010. Dizem que os "vinte e poucos" são os melhores anos da vida. Eu concordo. Os meus, pelo menos, estão sendo muy bem aproveitados, vividos intensamente. Acredito que seja a época da vida em que mais aparecem oportunidades: de emprego, de conhecer gente, de crescer na vida e aprender coisas novas. Isso é ótimo! O problema é envelhecer. Eu sei, não estou velha, mas sei que já não sou mais uma adolescente. Dia desses me perguntaram a idade e, quando respondi, disseram: "ah, você é nova ainda!" - mas depois completaram: "quer dizer, não é mais tão nova assim né?" - é, não sou.

Confesso que fazer 24 me gerou uma pequena crise, primeiro porque lembrei que aqueles cremes anti-rugas da Avon e da Natura podem ser usados a partir dos 25 anos (mas já??). Depois porque, segundo minha mãe, após os 25 a vida voa. É estranho, mas quando eu era criança e me perguntavam com que idade iria casar, eu respondia, na maior inocência: "Com 23 ou 24 anos!!" - nossa, eu não fazia a mínima noção da vida! Hoje, com 24, nem penso em casar! Pelo menos não tão cedo. Um antigo colega de trabalho me dizia que eu não serviria pra levar uma vida de casada, porque minha rotina é corrida demais: trabalho + faculdade + cursos. E eu gosto disso, dessa vida que levo. Não pretendo parar de estudar tão cedo e já penso na segunda faculdade.

A vida hoje em dia é diferente e o tempo das pessoas também. Muita gente casa tarde porque quer aproveitar a vida e se dedicar à carreira. Todo mundo quer ter uma estabilidade financeira antes de formar família. Os 24 de hoje são os 18 de antigamente. A juventude dura mais.

E aqui estou eu com minha nova idade. As pessoas continuam dizendo que não aparento. Pelo visto elas conseguem ver a idade do meu espírito.

♪ Forever young, I want to be forever young ♫

(Imagem retirada da revista Offline, edição de setembro)

4 perdidos por aqui:

Clara disse...

ah! Karina, quanta preocupação vc vai ver que quando chegar nos 30, não doi tanto assim rs!
Mas viva curta bem seus vinte e poucos anos porque?... são os melhores agora pq a melhor epoca é a que estamos vivendo o hoje...por que se vc ainda está respirando é uma dádiva.

beijo grande

Ivana disse...

Karina,

Meus parabéns...existe algo mais bonito do que celebrar a vida? Comemore muito, a vida é um presente divino. Um grande abraço!

Ana Lúcia Porto disse...

Olá Karina!!

Querida, vai aí o meu abraço atrasado, mas não menos caloroso como se fosse no seu dia certo...

Parabéns...!! Muitos anos de vida e de responsabilidades, sobretudo, curtições..., nas horas vagas...

Beijos,

Rodrigo Cavaleiro disse...

Nossa, e quando eu li a primeira vez não tinha nenhum comentário!!!

Então vamos lá, e fora de ordem.

"Um antigo colega de trabalho me dizia que eu não serviria pra levar uma vida de casada, porque minha rotina é corrida demais: trabalho + faculdade + cursos"

Mania feia das pessoas acharem que casamento é anulação de um. São 2 seres, que permanecem com 2 vidas. Os homens ou mulheres devem achar que casamento é dedicação exclusiva ao companheiro, na verdade deve-se ler, preferencial.

Parabéns atrasadão!

Bem verdade que depois dos 25 o tempo voa, e eu agora a 11 dias de virar 27, sinto-me um idoso, quase uma "tânia paleolítica"...

Obs.: Um pouco de inveja daqueles que estão próximos e conseguem ver o seu "espírito", aqui distante, eu só consigo imaginar.

Beijo nas costas.

 
Header Image by Colorpiano Illustration